• LIVRE ACESSO

Artigo técnico / 2012

Capital and Operating Costs of Full-Scale Fecal Sludge Management and Wastewater Treatment Systems in Dakar, Senegal

Dodane, Pierre-henri; Sow, Ousmane; Strande, Linda

 

Resumo

Comparação dos custos de um sistema centralizado com um baseado na gestão do lodo (FSM). O documento traz entendimentos importantes sobre como esse segundo modelo pode viabilizar a expansão do saneamento, além de ser uma boa base para entendimento da distribuição dos custos.
 

Ficha técnica

  • TIPO DE PUBLICAÇÃO
    Artigo técnico
  • TIPO DE ATOR
    Academia
  • IDIOMA
    Inglês
  • AUTORES
    Dodane, Pierre-henri; Sow, Ousmane; Strande, Linda
  • ANO DE PUBLICAÇÃO
    2012
  • LIVRE ACESSO?
    Sim
  • FONTE
    Environmental Science and Technology
  • Acesse aqui o site no qual o artigo foi publicado
 

Questões enfrentadas

- Dakar, Senegal, África Subsaarina

- Região de alta densidade demográfica e ocupação irregular (favela), possui os dois modelos de saneamento implementados, permitindo sua comparação (custo) sob as mesmas condições

- Avaliação de fatores-chave nos custos do esgotamento sanitário, como ligação, tarifação, coleta & transporte e tratamento

- Avalia custos de implementação e custos operacionais
 

Soluções empregadas

As ações aplicadas são voltadas aos seguintes aspectos:

- Modelo de negócio
- Soluções e tecnologias estruturais

Modelo de negócio:

Em Dakar, Senegal, o atendimento de esgotamento sanitário é realizado por dois tipos distintos de sistema de esgotamento, um sistema convencional e um sistema baseado na gestão do lodo fecal (FSM). Em termos de negócio o estudo mostra como o sistema FSM, além de ser menos custoso, permite a desoneração da prestadora de serviço de água e esgoto, pulverizando os custos entre a prestadora, os usuário e o setor privado.

Soluções e tecnologias estruturais:

Sistema convencional (centralizado) composto basicamente por rede de coleta e uma estação de tratamento de esgoto (por meio de lodos ativados).

Sistema baseado na gestão do lodo fecal (FSM), composto por unidades locais de armazenamento e contenção, sistema de logística de coleta & transporte do lodo fecal e estação de tratamento.
 

Resultados

O estudo conclui que sistemas baseados na gestão do lodo fecal (FSM) custam menos do que os convencionais. O custo de implementação é 40 vezes menor, principalmente devido à rede convencional de coleta e transporter; e custos gerais, implementação mais operação, 5 vezes menor. Dessa forma sistemas FSM sáo uma poderosa ferramenta para a ampliação do esgotamento sanitário em países com baixo poder econômico.