Projeto cisternas e saneamento em escolas do município de Barra, BA


2018

Cisterna da comunidade de Nova União, Julho 2019 / Foto: Cipó comunicação interativa


O projeto “Cisternas e Saneamento em escolas do município de Barra (BA)” vem sendo desenvolvido desde 2018, por meio de parceria entre a Associação Bem-Te-Vi Diversidade e a Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), com apoio técnico e de mobilização do IAS. Esta parceria surgiu para ajudar a aprimorar o processo de replicação de cisternas no semiárido.

Por meio dele, está sendo viabilizada a construção de cisternas de 52.000L em 40 escolas da zona rural do município. Destas, oito receberam também sistemas pilotos de tratamento e reuso de esgoto, baseados em soluções acessíveis e com métodos construtivos definidos em colaboração com os cisterneiros já atuantes junto à ASA e o Centro de Assessoria Assuruá (CCA), parceiro local da ASA. 

O IAS tem apoiado a iniciativa tanto em âmbitos gerais de planejamento e mobilização, como no estudo, desenvolvimento e implementação das soluções junto aos agentes locais, aprimorando o processo de captação e aproveitamento de água pluvial e implementando uma solução de baixo custo de esgoto, adaptada à realidade local.

Além dos sistemas estruturais implementados, os esforços incluíram atividades de engajamento e capacitação de atores-chave do município, assim como de representantes locais de cada comunidade. O objetivo é fomentar a autonomia local para a extensão das soluções empregadas. 

A iniciativa concluída em 2019 constitui a primeira etapa de um processo de construção de sistemas comunitários de saneamento, incorporando, além do abastecimento de água, soluções locais de manejo de esgoto doméstico. A etapa seguinte prevê a replicação das soluções individuais de esgoto para os domicílios, e a implementação de um sistema de gestão comunitária do saneamento.

Escola municipal da comunidade de Torrinhas, Julho 2019Escola municipal da comunidade de Torrinhas, Julho 2019 / Foto: Cipó Comunicação Interativa

CONHEÇA NOSSOS OUTROS PROJETOS

Drenagem urbana e acesso ao esgotamento sanitário para o Jardim Lapenna, SP

São Paulo, SP
2019

12 mil pessoas na Zona Leste de São Paulo cercados por um trilho de trem, uma estação de tratamento de esgoto, uma indústria química, uma grande avenida e um córrego na várzea do rio Tietê. O projeto-piloto do Jardim Lapenna pretende resolver a drenagem urbana do local e, assim, garantir o acesso ao esgotamento sanitário. A iniciativa é uma parceria do Instituto Água e Saneamento - IAS, Fundação Tide Setúbal, Instituto Iguá, Instituto Galo da Manhã e Mandato da Deputada Estadual Marina Helou. 

Aldeia Indígena Taximirim Guarani M’Biá

Saneamento na Aldeia Indígena Taximirim Guarani M’Byá – Paraty-Mirim, RJ

Paraty-Mirim, RJ
2019

55 famílias na aldeia indígena Itaxim, do povo Guarany M´Biá da Terra indígena de Paraty-Mirim, no estado do Rio de Janeiro. Uma parceria entre o Instituto Água e Saneamento – IAS e Instituto Çarê, com apoio da FUNAI, para garantir sistemas de saneamento adequados às condições locais, impactando positivamente o território e promovendo a sustentabilidade e autonomia da comunidade para operar e manter seus sistemas de saneamento.