PUBLICAÇÕES & ESTUDOS

O IAS realiza pesquisas e produz conhecimento sobre Saneamento Inclusivo, explorando aspectos e caminhos que podem colaborar para o repertório de soluções apropriadas às diferentes condições e contextos brasileiros. 

Acesse artigos, análises e referenciais produzidos pelo instituto.

Diagrama que mostra um manuscrito no centro que aponta outras esferas com representações gráficas: cisterna, sistema esgoto, pin de localização no mapa, plantação, gráficos, planilhas, sistema de tratamento de água, ícone de reciclagem
Caminhos para o saneamento inclusivo no Brasil - Caderno I

Caminhos para o saneamento inclusivo no Brasil - Caderno I

2020

A RELEVÂNCIA DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO DESCENTRALIZADO E SISTEMAS BASEADOS NO MANEJO DO LODO FECAL
 

Autores: TOMAZ GREGORI KIPNIS e PAULO BERNARDO NEVES E CASTRO

Edição: INSTITUTO ÁGUA E SANEAMENTO (IAS), Outubro de 2020.
 

Este estudo explora os potenciais do saneamento descentralizado no Brasil, para acessibilizar o atendimento de esgoto nos contextos que são recorrentemente desassistidos pelos sistemas centralizados. Além de trazer um embasamento sobre o propósito, as etapas da cadeia de serviço e as diferentes formas de fazer o manejo do esgoto doméstico, este estudo verifica aspectos relacionados à relevância dos sistemas descentralizados para a universalização dos serviços de saneamento e traz alguns desafios relacionados à capacidade de replicação destes sistemas no Brasil.
 

DOWNLOAD PDF
Caminhos para o saneamento inclusivo no Brasil - Caderno II

Caminhos para o saneamento inclusivo no Brasil - Caderno II

2020

REFERENCIAL TÉCNICO PARA DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DESCENTRALIZADO E BASEADOS NO MANEJO DO LODO FECAL
 

Autores: TOMAZ GREGORI KIPNIS e PAULO BERNARDO NEVES E CASTRO

Edição: INSTITUTO ÁGUA E SANEAMENTO (IAS), Outubro de 2020.
 

Este material apresenta caminhos para efetivar o atendimento de esgoto por meio de sistemas descentralizados e baseados no manejo do lodo fecal. O conteúdo, a ser atualizado e aprimorado continuamente, traz um embasamento sobre as diferentes etapas da cadeia de serviço de esgoto, ilustra as principais alternativas para cumprir tais funções e possíveis arranjos para efetivação. Para cada solução elencada apresenta os fatores determinantes e aspectos relevantes para a seleção das soluções e tecnologias, além de levantar caminhos possíveis para a definição dos modelos de serviço coletivos para operação e manutenção dos sistemas. Com isso busca-se auxiliar na definição de sistemas mais adaptados e virtuosos a cada localidade, amparando a prestação de serviço, gestão pública, comunidades e atividades da sociedade civil. E assim, contribuir para a formulação de arranjos para atendimento de esgoto eficientes e que caminhem em direção à universalização dos serviços em prazos mais condizentes com a urgência da questão, especialmente nos locais ainda desassistidos.

DOWNLOAD PDF